Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stylista

early bird

 

 

Sou uma morning person (já devem ter percebido pela quantidade de imagens que tenho publicado aqui blog ao nascer do dia). Gostava de ser mais - bastante mais! - mas infelizmente sofro daquele mal comum chamado não-consigo-ter-sono-à-noite-e-custa-me-sair-da-cama-de-manhã. Já tive fases na minha vida em que acordava naturalmente às 6h45 e ia andar para o paredão da praia (tão bom!), e ao longo do ano tenho fases de stress em que às 6h00 estou em frente ao computador com os olhos a doer (menos bom mas também bom).

 

Adoro esta sensação de ter o mundo só para mim; de acordar quando todos estão a dormir, de trabalhar calmamente com um grande copo de café com leite para beber devagar, de chegar à praia e ver o dia a nascer em tons de rosa forte e laranja. De voltar, tomar um banho com tempo, sentir que já fiz qualquer coisa fantástica e começar o dia com um sorrisão.

 

São duas horas de 'me time' sem interferências.

 

Neste momento não estou a acordar cedo todos os dias - adorava mas não tenho conseguido - tento no entanto, pelo menos uma vez por semana, levantar-me bem cedo e fazer algum exercício na praia. Música, nascer do sol e caminhadas rápidas de uma hora: não há mais terapêutico!

 

 

A melhor parte é chegar a casa (geralmente a cantarolar!)

e ainda apanhar o resto da família a acordar :)

 

 

Há mais alguém deste 'tipo' por aí?!...

Do 'tipo' que acha um dos maiores prazeres da vida este de madrugar!?

 

 

 

 

 

active wear StellaSport (Stella McCartney para Adidas)

Companhia a qualquer hora: o Novo Tiguan

 

 

 

 

 

 

 Fotografia

Gonçalo M Catarino

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

sabor do mês de Abril

 

 

 

Neste mês - que já está quase a acabar! - Santini pediu-me para escolher o meu sabor preferido e apresenta-lo como sabor de Abril :) Eu escolhi coco que é o que peço SEMPRE, com maracujá, kiwi, meloa, pêssego ou tangerina. Adoro o toque tropical!

 

Já experimentaram?!

 

Se ainda não, peçam para provar quando lá forem. É tão bom! Bem cremoso e com um sabor óptimo. Adoro! Esta é uma iniciativa que Santini vai ter daqui para a frente - um convidado a escolher o sabor do mês - e eu fico radiante por ter feito o arranque :)

 

Não sei se se lembram mas tenho uma relação muito especial com Santini; fui eu que, em 2010 desenhei e acompanhei a produção das fardas que os colaboradores usam (até agora!) e é uma marca que está comigo desde o primeiro Market Stylista (em Colares!). Além desta relação profissional, é também - claro - uma memória forte dos tempos de criança e um ritual que tenho (este de ir a Cascais comer um gelado) desde que me lembro de existir.

 

Hoje em dia já não é preciso ir a Cascais de propósito para se fazer este programa, e os gelados continuam fantásticos como sempre.

 

 

 

Qual é a vossa combinação preferida de sabores?!

 

 

 

 

 

 

 

t-shirt e jeans Zara • sapatos Zara do ano passado

camisola H&M em lã merino (da linha de homem)

pulseiras Aurélie Bidermann

 

 

 

Fotografia

Gonçalo M Catarino

 

 

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

 

 

 

 

easter vibes

 

 

Bom dia!

 

 

Continuamos em modo FESTA aqui pelo Stylista! Neste Post quero mostrar-vos mais uma vez o table styling e arranjos florais encantadores da Graça O'Neill e apresentar-vos um pouco do trabalho de organização de eventos da Festa Aluga - a produção fantástica que tratou do meu casamento e que além de gerir todos os detalhes para um grande dia tem também um showroom maravilhoso com serviços, toalhas, mesas, cadeiras e tudo o que possam imaginar, para todos os estilos! Mostro-vos ainda um vestido e acessórios LINDOS da loja Espace Cannelle e espero que estas imagens vos inspirem para as vossas festas, sejam elas um casamento bem campestre ou um almoço de Páscoa :) 

 

O cabelo foi arranjado pela queria Anna Santos - que tanto apoio deu nesta produção - com produtos de styling Kérastase. Neste 'apanhado' com algum volume usámos MUITO - hehe! - o spray volume in powder.

 

 

Ficam mais estas dicas para juntarem à vossa pasta de inspiração.

 

 

Eu adoro este mood al fresco bem descontraído!

 

 

 

 

 

 

 

 

flores e decoração de mesa Graça O'Neill Flores • produção Festa Aluga

vestido e acessórios Espace Cannelle • fotografia Gonçalo M Catarino

make up via Perfumes & Companhia • Hair by Kérastase via Anna Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

 

 

kicking

 

 

Bom, como vocês já devem ter percebido, eu, a eterna resistente,

comecei a fazer exercício físico! 

(wohooooo!)

 

 

Vou falar-vos um bocadinho sobre isso - porque tenho que tirar isto do sistema! - e depois prometo que vos deixo em paz com estas coisas de fitness e wellness; que há por aí muito melhor gente do que eu para falar sobre isso.

 

Contexto: ando sempre a mil, quero fazer uma série de coisas ao mesmo tempo, tenho muitas ideias e quero coloca-las todas em prática, tenho um trabalho instável e vivo muito a adrenalina da incerteza (don't we all?), tenho dois filhos pequenos - que passam bastante tempo em casa, onde eu também trabalho - e, como é óbvio para qualquer pessoa que saiba juntar 2 + 2: não dá para tudo! Há sempre um lado da corda que rompe, e no meu caso - já dizia o Variações e bem - o corpo é que paga. Se o tempo é curto, como mal - quando posso ou 'se' posso - e depois, claro, com tanta corrida e sem alimentos bons, fico de rastos. Fica o corpo e a cabeça de rastos, e já se sabe que assim não se produz nada de especial. Nada. Em área nenhuma. É uma espiral negativa; sempre a perder e não vale a pena lutar contra isso, porque sem energia, clareza e foco, só se produz frustração.

 

Uma vez li um artigo (acho que foi na Vogue Uk) em que a directora da revista (com 4 filhos e muito mais responsabilidade profissional do que eu) tinha entrado em burn-out total. Quis estar em força em todas as frentes e foi-se perdendo pelo caminho. (um clássico! quem nunca?!...). Numa tentativa de dar a volta à vida e por sugestão de alguém, começou a treinar boxe e começou a contar de que forma é que esta actividade - que ainda lhe consumia mais tempo - a ajudou a organizar a vida de volta. Fui lendo porque o artigo estava óptimo e eu estava a identificar-me com tudo aquilo a 100%. A tal directora nunca tinha feito nada de exercício físico, não tinha pachorra, aborrecia-se e achava que isso não era uma prioridade - que era o que eu achava também, por isso fiquei mesmo presa ao artigo! Quando rebentou, parou tudo, começou a dar mais atenção em casa, começou a passar menos tempo no trabalho e começou a treinar boxe. Era uma forma de descarregar e descomprimir - gosto! - era uma forma de treinar o foco - gosto muito! - era uma forma de treinar a capacidade de antecipação e reacção - gosto gosto gosto! - e era também uma forma (das poucas) em que não se pode mesmo ficar a divagar ou a pensar em problemas/na vida/em coisinhas pequeninas (senão apanha-se!!).

 

Fiquei com isso na cabeça e pensei: se há coisa que eu sou capaz de gostar é de algo assim deste género. Fui adiando - claro - e depois quando apareceu este pretexto #DesafioActivia decidi: é agora!

 

 

Comecei a treinar - hoje foi o meu 7º treino - com aulas particulares,

e não é que eu gosto mesmo disto?!!!!

 

 

Não vou andar à luta com ninguém, não quero ser uma mázona, não me quero armar em forte, nem quero ser um pequeno Hulk. Quero tudo o que vos disse em cima: descomprimir, treinar o meu foco, treinar a minha capacidade de antecipação, treinar a minha capacidade de observação, controlar impulsos, treinar a minha paciência, treinar a minha resistência e sim, não vou mentir, também me sabe MUITO BEM dar uns socos!

 

 

É uma maravilha sacudir a tensão e pôr o cenário todo em perspectiva.

 

 

Resultado: perdi 3 horas de trabalho por semana, o que me está a complicar muito a agenda mas está a descomplicar TANTO o espírito que vale cada minuto. Está também a obrigar-me a filtrar melhor o meu tempo e a tratar o meu corpo de forma a poder estar com mais presença em todas as frentes.

 

 

 

É um treino espectacular para o maior ringue de todos:

a vida!

 

 

Ahaha, OK, estou a brincar (ou não!), mas é mesmo mesmo bom.

 

 

Entendo que há quem ache que é uma modalidade 'sombria' ou mais pesada,

mas eu posso dizer-vos que é pura animação e frescura!

 

 

 

 

 

 

 

Nestas imagens estou a ver se aprendo alguma técnica com o

Treinador Seleccionador Nacional de Muay Thai: o fantástico Luís Rosu,

com a colaboração da Federação Portuguesa de KickBoxing e Muay Thai

- que foi quem me pôs em contacto com os melhores!

 

 

Os meus treinos - e lições de vida! - são por Cascais, no Dramático,

com o grande Nuno Neves.

 

 

 

 

 

Há mais alguém por aí a praticar

este desporto e a adorar!?

 

 

 

 

 

 

Fotografia

Gonçalo M Catarino

 

Top, calções,

luvas de boxe e botas (que não aparecem aqui)

Adidas

 

 

 

 

 

 

The CRU

 

 

A semana passada fui almoçar ao The CRU - restaurante novo em Cascais - e nunca pensei ficar tão bem almoçada (para não dizer 'a desapertar o botão das calças!') com estas refeições super saudáveis :)

 

O The CRU já é bem conhecido pela sua Wrepe Van - que costuma estar em vários eventos, do NOS Alive aos Market Stylista! - mas este registo restaurante/mercearia é completamente novo, convidativo e acolhedor. Há oferta para todos os gostos (mesmo para quem torce o nariz a tanto verde) e para todos os cuidados (sem glúten, sem lactose, sem açúcar, etc). Há vinho biológico e há sobremesas óptimas - porque afinal de contas, a vida é para viver! - e há também muita diversidade de pratos, o que faz com que um almoço aqui seja tudo menos aborrecido.

 

O restaurante The CRU fica na zona da Torre em Cascais, e funciona também como mercearia e loja de produtos orgânicos. Fiquei impressionada com a quantidade de gente que por lá passou durante a hora de almoço e com a procura que este género de pratos/bebidas tem! Pedi um sumo verde 'para ganhar músculo' (bem preciso!), uma entrada de pepino com atum e bagas goji, um crepe ENORME de hummus (adoro hummus!) e no fim pedimos um bolo e trufas deliciosas - não me perguntem de quê que já não sei - e fomos bebendo agua aromatizada com limão e gengibre ao longo da refeição.

 

 

Antes de vir embora ainda trouxe

um frasco de oleo de coco que faz bem a uma série de coisas e

parece que ajuda a branquear os dentes (vou testar!).

 

 

Fica a sugestão para quem estiver por perto!

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

 

bom dia

 

 

 

Bom dia!

 

Desculpem a falta de Post ontem, esta semana estou em modo 'mãe quase a tempo inteiro' e está a ser um fartote; ando a trabalhar nas horas vagas, nos 5 minutos em que os meus filhos estão entretidos com algum brinquedo ou a dormir uma sesta. Para a semana volto ao ritmo normal - felizmente! - porque daqui até a Junho é um tirinho e há TANTO para pôr a andar (um Summer Market e não só!).

 

Deixo-vos neste Post imagens de mais um sítio fantástico na Rua do Poço dos Negros (a mesma rua da Companhia Portugueza do Chá e do Hello, Kristoff), chama-se The Mill, tem um café maravilhoso e é um sitio ultra convidativo para se estar em paz durante um bom bocado. Está tudo em silêncio a ouvir uma musiquinha, a beber um café óptimo e a trabalhar. Um hábito que tanta gente tinha em NY na altura em que lá vivi - ir de computador para os cafés - e que cá começa também a ser habitual.

 

Outra coisa que vos mostro neste Post (e hei-de mostrar em breve looks completos): os sapatos Freakcloset - feitos em Portugal, totalmente custom made - ultra cómodos, de uma qualidade fora de série, materiais fantásticos (muito suaves), cores ricas (adoro!) e detalhes perfeitos e precisos. São super originais (o que não é fácil hoje em dia!) e muito muito giros.

 

Os meus foram idealizados por mim - são verde escuro, azul turquesa e azul real - e a caixa em que chegaram era absolutamente fenomenal, cheia de acessórios para os limpar e cuidar. (tenho pena de já não a ter para vos mostrar)

 

 

Explorem a marca aqui e eu mostro alguns looks em breve ;)

 

  

 

 

 

 

sapatos Freakcloset • anéis Bimba y Lola

batom repulpante (ajuda a dar mais volume aos lábios) Anjelif

 

 

no The Mill

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

Fotografia

Gonçalo M Catarino

 

 

 

FLORA Chiado

 

 

 

 

Continuo a explorar a cidade de Lisboa - que está sempre a vibrar com espaços novos maravilhosos! - e desta vez tenho para vos mostrar os apartamentos FLORA Chiado, são uma excelente sugestão para a eventualidade de 1) quererem visitar Lisboa e preferirem ficar em MEGA apartamentos em vez de Hotéis, 2) quererem sugerir alojamento a alguns amigos que procurem um espaço para ficar em família ou 3) procurarem uma sugestão para visitas internacionais de trabalho - aqueles colegas ou clientes que querem ficar em Lisboa uns dias mas precisam de mais espaço para poderem trabalhar à vontade e até agendar umas reuniões.

 

 

 

 

 

 

Os apartamentos FLORA Chiado são lindos, a entrada é maravilhosa, o serviço é de luxo total, a construção é nova - em base antiga - a arquitectura e decoração dos espaços é de ficar de boca aberta, e todos os apartamentos têm imensa luz, espaço, e uma vista muito bonita para algumas fachadas antigas (e pátios)  ali no Chiado. Fica mesmo ao lado do restaurante Kaffehaus, da loja A Vida Portuguesa e do restaurante ALMA (que tem disponibilidade para dar apoio aos apartamentos, se procurarem um jantar servido em casa) e é uma opção de alojamento super charmosa e incrivelmente central.

 

Costumo passar tantas vezes nesta rua e nunca tinha reparado na entrada discreta do FLORA Chiado. Adoro a sensação de descobrir um mundo novo dentro de portas onde já passei tantas vezes, e onde nunca imaginei existir nada assim!

 

 

 

 

 

 

 

 

calças Zaratop Uterqueanel Bimba y Lola

porta-chaves e carteira TOD's (Avenida da Liberdade)

sapatos Schutz via Loja das Meias (dos Saldos!)

 

Make-Up DIOR via Perfumes & Companhia

 

 

 

 

 

 

 

Fica a sugestão de alojamento, ou simplesmente

mais uma partilha de um projecto bonito em Lisboa!

 

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

Fotografia

Gonçalo M Catarino

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Londres, Parte I

 

 

Vamos lá (começar a) falar sobre Londres!

 

 

 

Alguém me disse antes de ir - e muito bem! - que em Londres devemos ficar (a dormir) onde queremos andar. A cidade é ENORME e o trânsito está impossível. Ir de Este para o Centro é coisa para levar 40mn, seja de Uber ou Tube. Como decidimos que queríamos ficar mais longe do longe do centro desta vez - para variar e fazer uma estadia menos turística - ficamos em Shoreditch onde nos entregámos à ligeireza do comer/passear/beber um copo/entrar numa loja/ver uma galeria/jantar fora/repetir. A ideia era mesmo desligar, passear e fazer vida de Domingo (durante 4 dias, ahah!).

 

Ficamos no ACE Hotel (que eu já conhecia de NY) e ficamos mesmo bem! 

 

À chegada fizeram-nos um ultra-simpático upgrade de quarto Standart para quarto Superior Deluxe Double Double - o que nos deixou logo bem dispostos! Não estávamos à espera e estas surpresas calham sempre bem :) O Hotel - que é um verdadeiro Social Hotel - estava SEMPRE em festa, e SEMPRE cheio de gente (maioritariamente hipsters). Há pessoas a trabalhar na mesa gigante do lobby, há reuniões pelo Bar, há muita de gente de fora (em passeio ou que mora ali) que usa o Hotel só para beber café, comer qualquer coisa, beber um copo, encontrar amigos; enfim, podíamos perfeitamente ficar um dia inteiro sem sair do Hotel e nunca nos íamos aborrecer!

 

O quarto

Fantástica decoração, muitos objectos para venda (e muito apetecíveis!), fantásticos pormenores (gira-discos e vinis!), vista muito gira para a rua e, neste tipo de quarto, espaço que nunca mais acabava.

 

O Lobby

É a zona onde as pessoas - locais ou internacionais - se sentam com o computador e ficam o dia todo o trabalhar até cair a noite, altura em que trocam os seus cafés por um cocktail, guardarem os papeis, e se entregarem à conversa.

 

Gallery, o Bar

Um Bar muito giro, ligado ao lobby, sempre com DJ e com óptimos cocktails. Durante o dia é um bom espaço para descansar, ler o jornal, beber um café ou ter mini reuniões.

 

Gallery, o Café

É o very-Instagramable Café onde no primeiro dia tomamos o pequeno-almoço. Almond milk lattes, green juices, granola, bolos crus, frutos silvestres (pensem em todos os clichés de Instagram!), croissants gigantes e outras refeições leves. É muito giro (no registo super simples!), tem acesso à rua (há muitos locais a irem ali beber café) e está cheio de gente carregada de pinta.

 

East Juice London Co

Mesmo ao lado da entrada do Café está esta loja de sumos - e cristais, e tudo o que esteja relacionado com bem estar -onde um dia pedi um sumo de limão com alfazema, e me deram um frasco de liquido PRETO! Bebi - a rir-me sozinha da minha cara de surpresa - gostei, e depois percebi que o sumo tinha também carvão activado (?) e pronto, assumi que me deve ter feito bem a qualquer coisa.

 

Miranda, the Disco

É a cave que recebe sempre um sem número de DJs que, a avaliar pelas filas à porta quando chegámos ao Hotel à noite, deviam ser bons! Nunca fomos mas parecia valer a pena ;)

 

Hoi Polloi, o restaurante

Fomos logo na primeira noite porque estávamos sem energia para voltar para o centro (já lá tínhamos ido ao final do dia). É muito giro, cheio de onda, também super simples, com boa música e uma vibração despretensiosa. Entrámos para o Hoi Polloi directamente pelo Hotel, não percebi se havia outra entrada pela rua. Se sim, será que era pela loja de flores?! Não prestei muita atenção, desculpem.

 

 

 

TUDO ISTO

se passava dentro do Hotel!

 

Dá para acreditar?!

São negócios e mais negócios debaixo de um telhado só!

 

Ideias de génio nesta área do lifestyle :)

 

 

 

Já volto mais logo para vos contar o que fiz

FORA do Hotel :)

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

 

 

second home

 

 

(e agora para algo completamente diferente

do registo preto e branco dos últimos Posts!)

 

 

 

Fui - precisamente há uma semana - conhecer o Second Home. Já tinha ouvido falar deste conceito/marca em Londres, já tinha ouvido falar sobre a sua declinação para Lisboa, já tinha ido à festa de pré-inauguração durante o Web Summit e agora, fui conhecer o espaço já a funcionar em pleno!

 

O Second Home é muito mais do que um espaço de co-work. Sim, é um sítio para ir trabalhar (com mesa fixa ou só para de vez em quando) mas as presenças são escolhidas a dedo - entre várias áreas diferentes - por forma a promover sinergias e colaborações entre as empresas que ali estão. 

 

O espaço em Lisboa (no Mercado da Ribeira | Time Out) é LINDO, cheio de vegetação e toques de decoração fantásticos e, apesar de já estarem cerca de 200 pessoas a trabalhar neste open space, não se ouve barulho nenhum! É impressionante o que o design e as plantas fazem. Parece que as pessoas ficam escondidas no seu habitat onde podem trabalhar com a maior privacidade e depois têm a oportunidade de conhecer os outros membros na zona de café, no fantástico lobby ou no maravilhoso Bar! Há salas de reuniões, há uma biblioteca, há imensos recantos para reuniões informais, há umas tostas de pêra abacate óptimas (entre outras coisas!) e há também balneários para quem quiser vir de bicicleta (ou do ginásio) e tomar um banho rápido :)

 

Estar lá dentro faz-nos sentir que pertencemos a um club muito especial, e o facto de estar sediado no Mercado da Ribeira é ultra-conveniente; quem não quiser comer qualquer coisa rápida no Bar tem mil opções no Mercado, e além disso, pode sempre (como fez uma amiga minha há duas semanas), sair do Second Home, jantar no Pap'Açorda e ainda ir beber um copo ao Rive Rouge. (se juntarmos a isso um pequeno-almoço no mercado) É Full Circle debaixo do mesmo tecto!

 

O Second Home promove pausas maravilhosas - que são oportunidades de interacção - como aulas de Yoga, programas de Surf, apresentações, concertos, workshops de arranjos florais, etc - e tem o hábito de promover às 6as feiras, um fim de dia com bebidas e conversa no Bar.

 

No interior do Second Home ouve-se muito falar Inglês (até os empregados do Bar) e quem lá trabalha tem a sorte de estar num ambiente maravilhoso que não se imagina existir ali dentro. Fiquei cheia de vontade de me juntar a este grupo de criadores e empresários (ainda que a localização fique um bocadinho fora de rota para mim).

 

 

 

Trabalhar assim deve ser UM ENORME PRAZER!

 

 

 

Saibam mais sobre o Second Home aqui e vejam a reportagem fotográfica completa aqui.

 

 

 

 

 

trench curto e blusa Massimo Dutti • calças e botins dos saldos da Zara 

carteira Massimo Dutti edição limitada

 

 

Obrigada Second Home pela maravilhosa visita!

 

 

 

 

 

Instagram @stylista_mg

 

 

Fotografia

Gonçalo M Catarino

 

 

 

Janeiro com calma...

 

 

 

Neste dia de chuva deixo-vos (n)um lugar quentinho! Imagens altamente apetecíveis neste Cafe com Calma; a pausa que se seguiu à galeria Underdogs. Um espaço muito acolhedor, cheio de 'tesouros' engraçados e com bolos deliciosos (entre outras coisas)! 

 

À saída e só de passagem - com muita pena minha! - ainda apanhei o 'olá bairro' da nova Tattoo & Barber Social Club do Poço do Bispo - porco no espeto e cervejinhas, ali mesmo, para quem estivesse com (ainda) mais calma.

 

 

 

 

 

Eu ao contrário dos residentes do Poço do Bispo, não preciso de um espaço de co-work mas sim de um espaço de solo-work-móvel, e ele é, como vocês sabem, este bonitão - o Novo Tiguan - que até com um estendal de roupa fica lindo!

 

Está sempre ligado às minhas Apps e Mails, serve para trocar de roupa nas minhas produções (sem ter que fazer grande ginástica) e é o armazém de Styling mais-que-perfeito. Meu grande compranheiro nestas descobertas :)

 

 

 

 

 

Espero que tenham gostado de conhecer o Poço do Bispo!

 

Este é um mês com mais passeio do que styling porque para vos dizer a verdade, estou mais virada para bolos e casacões do que para o estilo ;) É uma fase (um mês!) mas com o pingar de colecções de Primavera em showrooms e lojas, penso que está prestes a acabar!

 

 

 

 

Café com Calma

 

 

 

Fotografia

Gonçalo M Catarino